Conheça as 5 principais causas de acidentes de trabalho na indústria

acidentes de trabalho
4 minutos para ler

Independentemente do porte da empresa, qualquer colaborador está sujeito a sofrer acidentes de trabalho. Quedas, lesões e doenças fazem parte das principais causas, que podem levar a consequências desagradáveis tanto para o empregador quanto para o funcionário.

Por isso, é fundamental conhecer os possíveis riscos e tomar as precauções necessárias para evitá-los, como a conscientização, prevenção e o treinamento, a fim de promover a segurança dos colaboradores.

Pensando nisso, preparamos este conteúdo com as 5 principais causas de acidentes de trabalho para que você possa se manter atento no seu dia a dia. Acompanhe!

1. Equipamento sem manutenção

Equipamentos fazem parte de uma indústria, porém quando há problemas a produção pode ser interrompida. Conseqüentemente, isso gera perda no tempo de serviço, sem falar em máquinas e serras que podem causar um sério acidente por falta de manutenção.

Nesse caso, se manter atento e ter um plano de manutenção e revisão preventiva dos equipamentos são essenciais para reduzir possíveis acidentes e não impactar a produção.

2. Uso incorreto ou não uso do EPI

Quando o EPI é entregue para o colaborador, ele deve estar em perfeitas condições tanto de conservação quanto de proteção. Porém, estas considerações quando não forem levadas com seriedade pelo funcionário e o mesmo fazer o uso incorreto, as peculiaridades do equipamento podem perder a eficiência.

Do mesmo modo, quando o operador não faz o uso do EPI, agrava de maneira significativa os possíveis riscos de acidentes no trabalho. Por isso, é importante utilizar o EPI, principalmente nas áreas da indústria onde o uso é obrigatório.

3. Falta de fiscalização dos colaboradores

Uma indústria com o número de colaboradores bem maior que o de responsáveis pela fiscalização, torna-se fácil encontrar funcionários que não utilizam o EPI, se expondo a riscos desnecessários por um ato ou condução insegura.

Diante disso, cabe ao empregador buscar maneiras para que o colaborador possa utilizar os equipamentos adequados e a fiscalização seja garantida, diminuindo as chances de acidentes. Esta condição pode ser desenvolvida com o auxílio dos membros da CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes).

4. Falta de atenção

Este é um dos principais fatores que causam os acidentes de trabalho. Isso porque devido ao cansaço, a atenção ao desempenhar determinada tarefa pode estar abaixo do esperado levando ao colaborador a cometer mais erros.

Respeitar o horário de descanso é uma ótima medida para evitar acidentes, principalmente para os funcionários que trabalham no período noturno.

5. Queda em altura

Considerado um dos acidentes mais comuns em diferentes setores, a queda pode ter inúmeras causas, variando em proporção e gravidade.

Além da atenção, algumas medidas de prevenção são essenciais como:

  • utilizar corretamente EPIs e EPCs;
  • manter o local de trabalho organizado e limpo;
  • sinalizar locais de manutenção e limpeza.

Assim, ao conhecer as principais causas de acidentes de trabalho, vimos que é essencial que todos os envolvidos em uma organização conheçam os riscos em seus setores e utilizem os equipamentos necessários. Porém, também é preciso que os funcionários recebam treinamento e orientação correta como modo de cultura e responsabilidade em prevenir acidentes, a fim de oferecer segurança e aumentar a produtividade.

Gostou do nosso conteúdo? Então assine agora mesmo a nossa newsletter e receba as atualizações do blog diretamente em seu e-mail!

Você também pode gostar

Deixe um comentário