Qual a importância de comprar EPI de qualidade?

comprar epi
4 minutos para ler

No momento em que vamos adquirir qualquer item de uso pessoal, temos sempre o cuidado de escolher aquilo de mais qualidade. Assim também deve ocorrer quando se trata de comprar EPI (Equipamento de Proteção Individual) para os colaboradores da empresa, uma vez que prezamos pela segurança e pelo bem-estar da equipe.

A Norma Regulamentadora Nº 6 (NR 6) determina que a empresa forneça os EPIs, mas que cabe ao Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) fiscalizar a sua qualidade. Assim, precisamos ter atenção a alguns pontos antes de comprar o equipamento, para que não haja problemas futuros com o MTE ou, até mesmo, acidentes de trabalho pelo uso inadequado. Continue a leitura para saber mais!

Por que comprar EPI de qualidade?

As pessoas que formam a equipe de trabalho da sua empresa são essenciais para o seu bom funcionamento. Sendo assim, disponibilizar EPIs de qualidade é obrigação da empresa, não somente para cumprir a legislação, mas como forma de cuidar dos seus profissionais.

Trabalhar sem proteção ou com equipamentos desconfortáveis pode reduzir a produtividade do colaborador ou causar lesões em sua saúde. Futuramente, tanto o indivíduo quanto a empresa vão sofrer por conta dessa situação desagradável. Por isso, é importante escolher bons produtos de segurança.

Como escolher um bom EPI?

Confira abaixo de que forma escolher o Equipamento de Proteção Individual para a sua empresa.

Escolher de acordo com a finalidade do uso

O primeiro ponto a se analisar é o tipo de risco ao qual o colaborador está exposto. Citaremos alguns exemplos para cada tipo de risco:

  • físico — calor, umidade e ruídos;
  • químico — poeiras, gases e vapores;
  • biológico — fungos, vírus e bactérias;
  • ergonômico — postura inadequada, trabalho repetitivo e ritmos excessivos;
  • mecânico — piso escorregadio, arranjo físico inadequado e possibilidade de incêndio.

No entanto, precisamos observar também o nível de exposição para definir qual EPI escolher. Por exemplo, as luvas de segurança para quem tem contato direto e constante com produtos químicos é diferente daquela para quem é responsável somente pela limpeza do prédio.

Selecionar marcas de qualidade

Existem inúmeras marcas de Equipamentos de Proteção Individual. Então, se possível, converse com pessoas que atuam em área igual ou semelhante à sua e peça indicações. Depois, pesquise sobre a marca na internet, procure avaliações de clientes e converse com lojas que revendem equipamentos de proteção.

Além disso, observe se o produto tem o Certificado de Aprovação (CA), que garante a qualidade e funcionalidade do EPI. Ele é requisito primordial para que o equipamento esteja em comercialização, de acordo com a NR 6. Vale ressaltar que o CA tem prazo de validade e só deve ser vendido se estiver dentro da validade.

Avaliar o custo-benefício

Em uma empresa, o valor a pagar por EPIs pode representar um investimento alto. Por isso, em alguns casos, os gestores optam por adquirir produtos que sejam de valor inferior, mas é preciso analisar se realmente tem um bom custo-benefício.

Alguns produtos de baixa qualidade podem não proteger corretamente e ocasionar acidentes ou lesões aos colaboradores. Essa situação gera custos com afastamento para a empresa e afeta a saúde do trabalhador. Assim, seria melhor ter investido em equipamentos de qualidade, tendo em vista o grande prejuízo provocado.

Proporcionar conforto, proteção e bem-estar aos colaboradores é missão da empresa e deve ser cumprida com cautela e dedicação. A sua equipe é responsável pelo sucesso da organização e deve ser valorizada. Além de evitar acidentes, comprar EPI de qualidade garante mais motivação e produtividade.

Para continuar aprendendo sobre o tema, veja o nosso artigo sobre a importância e as normas que regulamentam o uso de EPI.

Você também pode gostar

Deixe um comentário