Entendendo alguns princípios da exposição do trabalhador a riscos ocupacionais

ensaio químico
3 minutos para ler

A Higiene Ocupacional pode ser definida como a arte e a ciência dedicada a antecipar, reconhecer, avaliar e controlar riscos potenciais no ambiente de trabalho, devido a presença de agentes estressores que possam ocasionar doenças ou oferecer prejuízos aos trabalhadores.

Esses riscos podem ser classificados como químicos, físicos, biológicos, ergonômicos e psicossociais. No nosso post de hoje, vamos esclarecer alguns princípios da avaliação de exposição a riscos, focando em seguida nos riscos químicos e também a importância de contar com profissionais e laboratórios qualificados. Continue sua leitura e saiba mais!

Avaliações de exposição a riscos

Depois de antecipar e/ou reconhecer um risco, o ambiente de trabalho deve ser avaliado para que se determine a magnitude dos agentes estressores, sua origem, características próprias e seu modo de atuação naquele meio e também para que o controle efetivo do ambiente de trabalho seja eficaz.

Como esclarecido na introdução, os riscos podem ser de diferentes categorias. Assim, a aplicação de métodos para a avaliação da exposição vai depender de cada tipo de risco.

A seguir, vamos comentar brevemente alguns aspectos da avaliação de exposição a riscos químicos.

Avaliações de exposição a riscos químicos

Liberações naturais, controladas, acidentais ou intencionais de agentes químicos no ambiente de trabalho e arredores, podem oferecer riscos químicos. Os agentes estressores, podem estar na forma sólida, líquida ou gasosa. Em tal cenário, a Higiene Ocupacional busca minimizar o potencial de exposição humana a essas liberações.

O principal objetivo da avaliação de exposição a riscos químicos é verificar a grandeza dos perigos que esses agentes representam para a saúde. Esse processo poderá ser realizado a partir de métodos quantitativos, semiquantitativos e qualitativos. Confira a seguir algumas explicações a respeito.

Métodos e Laboratórios de ensaios químicos

O higienista ocupacional usualmente não analisa as amostras, a menos que sejam utilizados equipamentos com leituras diretas em campo. Porém, é importante notar que para a obtenção de resultados confiáveis, métodos com precisão e exatidão são extremamente importantes, tanto na amostragem como no laboratório.

Assim, busque sempre um laboratório de ensaios químicos que atenda a requisitos de competência e seja capaz de demonstrar desempenho técnico.

Lembre-se que o Laboratório Solutech possui um escopo de serviços acreditados pela AIHA-LAP (American Industrial Hygiene Association – Laboratory Accreditation Program), conforme a norma ISO/IEC 17025 : 2017 – Requisitos Gerais para a Competência de Laboratórios de Ensaios e Calibração. 

Você poderá entender por que essa acreditação é tão importante, conferindo o nosso próximo post sobre o assunto!

Esperamos ter ajudado a esclarecer a etapa de avaliação de exposição a riscos químicos na Higiene Ocupacional. 

Você também pode gostar

Deixe um comentário