Entenda o que é o programa de proteção respiratória (PPR)

programa de proteção respiratória
4 minutos para ler

Em tempos de pandemia, o uso de máscaras se tornou comum em todos os ambientes em que há concentração de pessoas. No entanto, quando falamos em Programa de Proteção Respiratória (PPR), isso não tem a ver simplesmente com o uso de máscaras comuns como forma de proteger o trabalhador.

A exposição a agentes nocivos como poeiras, gases, vapores e tantos outros, exige um cuidado muito maior do que temos visto atualmente. Para entender melhor do que estamos falando, continue a leitura deste post!

O que é o Programa de Proteção Respiratória (PPR)?

O Programa de Proteção Respiratória (PPR) visa assegurar o devido cuidado à saúde dos trabalhadores expostos a agentes nocivos no ar. Isso vai desde partículas sólidas liberadas de forma mecânica como na fricção de materiais como o metal, minerais e vegetais ou até mesmo em estado gasoso e vapores. Como os riscos são muitos e variados, o programa é bem minucioso e individualizado para cada trabalhador.

Um exemplo disso é que as máscaras utilizadas em ambiente de trabalho devem ser produzidas de acordo com as medidas do rosto de cada funcionário, a fim de que se tenha certeza de que ele está bem protegido no trabalho. A cada 12 meses, deve ser feita uma nova avaliação e, caso haja qualquer discrepância, esse período deve ser antecipado para garantir a saúde do trabalhador.

Como funciona a gestão do PPR?

A gestão do PPR envolve um acompanhamento técnico e acertado do programa. Alguns dos pontos principais que podemos elencar nisso são:

  • o monitoramento do uso do Equipamento de Proteção Respiratória (EPR);
  • a manutenção adequada, incluindo higienização, limpeza e inspeção dos respiradores;
  • a avaliação médica periódica dos trabalhadores;
  • o acompanhamento das exposições ocupacionais;
  • a realização do descarte do EPI no momento oportuno, evitando sobreuso ou desperdício do material.

Tudo isso exige tempo, recursos e planejamento para ser bem executado. No próximo tópico, demonstraremos o que deve ser feito para que tudo proceda da forma correta na sua empresa. Leia mais e continue aprendendo!

Como garantir a procedência do PPR?

Bom, não é à toa que muitas empresas preferem terceirizar o planejamento, avaliação e monitoramento dos seus programas. Por ser um trabalho bastante técnico e específico, que envolve exames laboratoriais, por exemplo, fica praticamente impossível executar cada passo por conta própria.

Por isso, o melhor a se fazer nessas horas é contar com quem possa ofertar esses diferentes aspectos envolvidos no PPR. Empresas preparadas para realizar os exames, fazer a avaliação dos agentes nocivos existentes no ar e entregar os devidos resultados se tornam essenciais nesse processo. Assim, você tem a garantia de que está cuidando bem dos trabalhadores e criando um ambiente de trabalho seguro e produtivo.

Ademais, você precisará também preparar o próprio local nos quais os profissionais executarão suas tarefas. Um ambiente limpo e arejado contribui para que a exposição aos agentes nocivos no ar não sejam tão prejudiciais como em um local que não é devidamente preparado para a realização das atividades da empresa.

Com as informações certas, é possível tomar as medidas necessárias para cuidar bem dos funcionários e dos procedimentos do seu empreendimento. Tudo se descomplica quando sabemos como agir.

Gostou de descobrir o que é o Programa de Proteção Respiratória (PPR)? Então, compartilhe agora mesmo este post nas redes sociais para que outras pessoas também entendam a importância disso!

Você também pode gostar

Deixe um comentário