Qual a importância da higiene ocupacional? Entenda mais

qual a importância da higiene ocupacional
4 minutos para ler

Se você não sabe qual é a importância da higiene ocupacional, provavelmente a sua empresa não faz a utilização das normas como forma de prevenção à doenças. Cada ambiente expõe a equipe a um risco diferente, mas que podem ser evitados ou minimizados. Por isso, é preciso que a área de saúde e segurança do trabalho esteja sempre atualizada e criando planos de ação para o bem-estar da equipe.

Preparamos um material para que você fique por dentro do assunto e comece a aplicar agora mesmo em sua empresa. Confira.

O que é higiene ocupacional?

A higiene ocupacional — ou higiene do trabalho — é a ciência que está voltada à antecipação, reconhecimento, avaliação e controle dos agentes nocivos à saúde do funcionário, que podem ser encontrados nos locais de trabalho. Esses agentes podem ser químicos, físicos ou biológicos. Assim, ela tem como objetivos:

  • propor medidas para condições de trabalho que preservem a integridade e bem-estar do colaborador;
  • verificar o nível de exposição da equipe;
  • reduzir os riscos e a exposição sofrida pelo trabalhador.

Quais são as etapas da higiene ocupacional?

Antecipação

É a etapa que funciona de maneira preventiva. Então, avalia os possíveis riscos que novas instalações, como equipamentos, processos ou matéria-prima podem oferecer aos trabalhadores e estuda formas de minimizar ou eliminar o problema antes da nova aquisição.

Um exemplo é a aquisição de máquinas que cumprem com o limite de calor ou ruídos suportados pelas pessoas que estão no ambiente de trabalho. Esse limite é definido na Norma Regulamentadora Nº 15 ou em leis específicas, a depender do caso.

Reconhecimento

Nessa etapa, o profissional visa identificar a existência dos perigos no estabelecimento. Nesse momento, a verificação será apenas qualitativa e algumas ferramentas conseguem auxiliar, como o Mapa de Risco. Por ser preciso um conhecimento minucioso de todos os processos, desde as matérias-primas até as operações, outras coisas que podem ser feitas são:

  • conversar com os colaboradores para conhecer suas reclamações com relação às condições de trabalho;
  • observar a temperatura do ambiente;
  • listar os materiais utilizados.

Avaliação

Aqui se inicia a análise quantitativa, na qual é preciso medir e utilizar técnicas estatísticas. Para isso, o profissional vai mensurar os riscos identificados no período de reconhecimento, analisando se estão de acordo com os limites previamente estabelecidos na legislação.

Controle

Consiste em definir as medidas que serão adotadas pela empresa para a proteção e bem-estar dos colaboradores, com o intuito de amenizar ou eliminar os riscos identificados nas etapas anteriores. Além disso, será definida a forma de controle, que pode ser:

  • na fonte — quando é necessária e possível a substituição por materiais, processos ou equipamentos menos danosos;
  • na trajetória do risco — deve ser a segunda opção e consiste em utilizar barreiras, como isolamento acústico;
  • no receptor — é a última opção e pode ser desde treinamentos até o uso de EPIs, como protetor auricular.

Afinal, qual a importância da higiene ocupacional?

As etapas utilizadas para manter a higiene do trabalho já demonstram muitos benefícios dessa prática. No entanto, vamos ressaltar outros pontos para que o gestor de saúde e segurança do trabalho não tenha dúvidas sobre adotá-la como uma rotina:

  • proporciona bem-estar de todos os colaboradores, pois vão ter condições adequadas para realizar suas atividades;
  • garante segurança jurídica da empresa, que não corre o risco de sofrer penalidades por não cumprir com a legislação, em casos de processos trabalhistas ou fiscalização;
  • melhora a motivação dos funcionários, os quais vão se sentir valorizados pelo cuidado que a organização tem com eles;
  • aumenta a produtividade, tendo em vista que as queixas vão diminuir e a equipe vai sentir mais vontade de gerar resultados;
  • preserva a imagem corporativa, que vai ser difundida pelos colaboradores como um bom lugar para se trabalhar;
  • diminui os custos com afastamentos por doenças ocupacionais.

Agora que você já sabe qual é a importância da higiene ocupacional, não perca tempo, adote as práticas apresentadas neste artigo e tenha vários benefícios na sua empresa.

A Solutech trabalha com mais de 160 métodos de ensaios químicos para fins de Higiene Ocupacional. Entre em contato conosco e tire as suas dúvidas!

Você também pode gostar

Deixe um comentário