3 riscos ambientais no trabalho (RAT) e como preveni-los

Riscos ambientais no trabalho
4 minutos para ler

Os riscos ambientais no trabalho (RAT) envolvem os agentes de risco que são estudados pela Higiene Ocupacional. O Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA) é o instrumento responsável por definir ações que visem a eliminar, reduzir e controlar o nível de exposição dos colaboradores a esses agentes.

Neste artigo, explicaremos quais são os principais riscos e como podemos preveni-los para preservar a saúde e a segurança dos trabalhadores. Boa leitura!

Riscos Ambientais no Trabalho (RAT)

Os riscos ambientais no trabalho podem ser físicos, químicos ou biológicos. Vamos detalhá-los e mostrar como preveni-los.

1. Riscos físicos

São os tipos de agentes mais comuns e se propagam por meio do ar, ou seja, não precisam do contato direto com o trabalhador. Alguns exemplos são:

  • ruídos;
  • vibrações;
  • temperatura — frio ou calor extremo;
  • pressão;
  • radiações — ionizantes ou não;
  • umidade.

Esses agentes causam problemas ao indivíduo como irritação, cansaço, taquicardia, queimaduras e fadiga. Em alguns casos, pode até resultar em doenças como o câncer e alterações celulares.

Existem muitas medidas para evitar esses problemas na empresa e oferecer bem-estar aos colaboradores. Cada gestor deve identificar o que melhor se adéqua à sua realidade. Algumas sugestões são:

  • isolamento acústico;
  • controle do tempo de exposição de cada indivíduo;
  • ventilação adequada;
  • ralos para escoamento de líquidos;
  • barreiras entre o profissional e a fonte do problema.

2. Riscos químicos

Os agentes químicos são substâncias que podem penetrar no indivíduo por meio da respiração, da pele ou por ingestão. Eles podem ser encontrados no estado sólido, líquido ou gasoso. Como exemplo desses agentes, podemos citar:

  • poeira — resultante da fabricação de vidros e do bagaço da cana-de-açúcar;
  • gases — como hidrogênio e gás carbônico;
  • fumos — como na soldagem;
  • névoas — resultante da aplicação de agrotóxicos;  

Os problemas causados por esse tipo de agente costumam ser mais graves, como asfixia, alergia e irritação. Portanto, é importante que as substâncias estejam identificadas, o que evita acidentes de trabalho por mau uso dos produtos.

No anexo 11 da Norma Regulamentadora Nº 15, existe um quadro com o limite de tolerância de exposição do indivíduo a cada substância. Além disso, podem ser utilizados alguns Equipamentos de Proteção Individual (EPI), por exemplo:

  • respiradores;
  • vestimentas adequadas;
  • botas;
  • luvas.

3. Riscos biológicos

Os agentes biológicos são microrganismos, fluidos ou substâncias provenientes de seres vivos que podem ser nocivos e causar alguma doença. Eles podem ser vírus, bactérias, parasitas, protozoários, fungos e bacilos. Alguns dos problemas ocasionados podem ser:

  • infecção alimentar;
  • pneumonia;
  • hepatite;
  • doença de chagas;

As medidas de proteção dependem de cada tipo de risco, classificados pela Anvisa de 1 a 4, de acordo com o seu perigo e a profilaxia. No entanto, alguns meios de prevenção são:

  • sistemas de esterilização do ar;
  • higienização constante;
  • descarte correto dos resíduos;
  • descarte adequado dos equipamentos e produtos.

Importância de fornecer equipamentos de proteção individual

Os EPIs são essenciais para qualquer atividade, pois diminuem significativamente a exposição dos profissionais e, consequentemente, a quantidade de acidentes e doenças ocupacionais. A Norma Regulamentadora Nº 6 (NR 6) determina que a empresa deve fornecê-los gratuitamente para cada um de seus colaboradores.

Além disso, com eles os profissionais trabalharão com maior confiança, uma vez que a empresa mostrará ter zelo para com seus funcionários. Assim, a produtividade e a motivação dos colaboradores, bem como o clima organizacional melhorarão consideravelmente.

Os riscos ambientais no trabalho podem estar escondidos e ocasionar muitos problemas, tanto para a empresa quanto para os colaboradores. Por isso, é função do gestor de saúde e segurança do trabalho conhecê-los e preveni-los.

Gostou do conteúdo? Então, assine a nossa newsletter e não deixe de receber conteúdos importantes como este!

Você também pode gostar

Deixe um comentário